quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Taxista indiano só dirige de ré a 11 anos e tem autorização para isso

Existem muitos motoristas que detestam dar ré, ficam se contorcendo para ver o que está atrás. Pois bem, pense, então, em alguém que dirige desse modo há nada menos do que 11 anos. Isso parece louco não é? Mas é verdade e o cara que faz isso é um taxista indiano.

Harpreet Dev é o nome do cidadão que é conhecido por todos em sua cidade natal, Bhatinda, em Punjab. O homem tem uma incrível habilidade de dirigir para trás, e o governo concedeu uma licença especial para que ele conduza o seu táxi dessa maneira em qualquer estado da parte norte da Índia.

Essa costume de Dev chegou a um ponto tão alto que ele não é mais capaz de dirigir para frente, e quando pedem para ele fazer isso ele diz que não se responsabiliza. Os moradores do local acham estranhíssimo esse jeito que o cara tem de dirigir. Imaginem só o tanto de turistas que procuram esse rapaz…

Certo dia, o Fiat Padmini de Dev ficou preso na marcha à ré, e ele não conseguia voltar ao normal por nada no mundo. Era tarde da noite e ele precisava voltar para Bhatinda. “Eu estava fora da cidade, não tinha dinheiro e necessitava retornar para minha casa. Então, eu dirigi para trás e, mais tarde, ganhei confiança nisso”.

De lá para cá, Dev equipou todo o seu automóvel para poder dirigir dessa forma. Ele próprio redesenhou a caixa de velocidades de modo que pudesse ter quatro marchas à ré e apenas uma para frente. Também colocou uma sirene para alertar os motoristas que não veem os dizeres colados no veículo.

Nesses 11 anos de prática, Dev consegue atingir até 80 quilômetros por hora andando dessa forma. “Eu tomo todo o cuidado que puder para proteger os outros motoristas na estrada”, disse ele, orgulhoso por nunca ter causado um acidente grave por conduzir o automóvel andando para trás. Mas, por que ele tem essa incrível fascinação?

O maior sonho de Harpreet Dev é fazer algo diferente, alguma coisa exclusiva, que ele possa se orgulhar de ser a única pessoa a ter realizado. Dirigir na marcha à ré permitiu que ele fosse conhecido por toda região norte da Índia e alguns lugares mais, mas o taxista não se contentou com apenas isso e queria se mostrar para o mundo.

Foi então que tentou entrar para o Livro dos Recordes Mundiais. Para isso, ele dirigiu para trás de Rajasthan, na Índia, até Lahore, no Paquistão, com o intuito também de promover a paz entre os dois países. Infelizmente, ele não conseguiu sua entrada no Guinness Book, já que um inglês tinha conseguido realizar a façanha com uma distância maior.

Ele até tentou reunir imagens constantes de todo o tempo em que dirigiu de marcha à ré, mas não conseguiu. Então, o sonho de ter a sua habilidade divulgada para que todo o mundo pudesse conhecê-lo teve que ser adiado, mas o indiano ainda não desistiu e já pensa em uma nova aventura que possa ser registrada no Guinness Book.

A habilidade de Dev pode ser interessante e curiosa e ele pode gostar muito de realizá-la o tempo todo, mas dirigir em marcha à ré está causando muitos problemas de saúde para o taxista que, inclusive, necessita estar bem fisicamente para poder trabalhar conduzindo os passageiros pelos lugares indianos, realizando viagens curtas e longas.

O motorista está sofrendo de dores fortes e constantes nas costas e pescoço. “Eu tenho dores frequentes no pescoço e, na semana passada, tive vômitos severos. Tudo isso é consequência de dirigir no sentido inverso, porque o meu corpo se contorce completamente”. Mas ele acredita que vale a pena: “Conseguir algo especial nunca é fácil”.


Carnaval de Zé Puluca volta a ser destaque no roteiro de prévias em Pernambuco



A cada carnaval a Folia de Zé Puluca ganha destaque nas principais mídias do Estado de Pernambuco. O Jconline em sua pagina online deu destaque ao Carnaval de Zé Puluca em 4 de janeiro de 2018. Blocos como: Carnaval de Zé Puluca, Siri na Lata, Oiti, Chocalho do Neno, Olinda Beer, Gia  entre outros foram relacionado como as principais prévias carnavalescas do Carnaval de Pernambuco. Bom Conselho que antes nem sequer era lembrado na esfera estadual dos seus antigos carnavais, passa ser mencionado nos principais meios de comunicações do estado, quando o assunto é carnaval.  




terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Gatos podem Prever sua Morte

E uma história fascinante surgiu no New England Journal of Medicine sobre um gato (em inglês) que podia “prever” as mortes de pacientes em uma casa de saúde várias horas antes deles morrerem. Oscar, um gato adotado pela equipe da Casa de Saúde e Reabilitação Steere em Providence, R.I., fez pelo menos 25 previsões bem-sucedidas, nas quais os pacientes morreram horas após o gato sentar ao lado de seus leitos. Após a equipe da casa de saúde ter percebido a capacidade de Oscar, eles começaram a alertar as famílias sempre que o gato assumia seu posto próximo ao paciente. A maioria das famílias tolerava ou mesmo agradecia a sua presença, apesar de Oscar ficar estressado se forçado para fora do quarto de um paciente morrendo, miando atrás da porta.


As ações de Oscar parecem ser deliberadas. Ele regularmente caminha em volta da unidade da casa de saúde para pacientes com demência (em inglês) avançada. Ele fareja e fita uma paciente antes de sentar-se ao lado dela. Oscar então ronrona enquanto está com a paciente e normalmente a deixa logo após ela morrer.

Como Oscar faz isso? Trata-se de um “sexto sentido”, um cheiro exclusivo que ele fareja ou algo mais? Especialistas em animais formularam várias explicações, mas a maioria concorda que provavelmente isso tem a ver com um cheiro específico produzido por pacientes terminais. Em outras palavras, pessoas que estão morrendo exalam cheiro de determinados produtos químicos que não são detectáveis por outros humanos, mas que podem provocar o olfato de Oscar. Um especialista em felinos disse que os gatos podem sentir doenças em seus amigos humanos e animais [Fonte: BBC News (site em inglês)]. Jacqueline Pritchard, uma especialista em animais, disse à BBC News que ela estava certa de que Oscar estava sentindo os órgãos vitais entrando em colapso [Fonte: BBC News (site em inglês).

Quanto a por que ele faz vigília próximo aos pacientes, Oscar pode estar imitando o comportamento da equipe que passa mais tempo com pacientes que estão morrendo. Um especialista em animais sugeriu que pode ser que Oscar simplesmente aprecia o conforto de cobertores aquecidos colocados em pacientes que estão morrendo [Fonte: NPR (site em inglês)].

Histórias de animais com habilidades notáveis não são raras. Há muito tempo existem histórias de cães que detectam vários tipos de câncer com seu faro. Um estudo comprovou depois que os cães podiam sentir evidência de câncer de bexiga ao farejá-lo na urina. Algumas pessoas que sofrem de epilepsia (em inglês) grave usam cães especialmente treinados fornecidos por instituições de caridade. Esses cães avisam seus donos sobre convulsões (em inglês) iminentes, dando lambidas ou fazendo algum outro sinal. Uma mulher disse que seu cão regularmente lhe dá um aviso com antecedência de 40 minutos, permitindo que ela vá para um local seguro para não se preocupar com perigos quando ela tem convulsões [Fonte: BBC News (site em inglês)].

Os cães que sentem convulsões buscam cheiros sutis e mudanças nas características dos seus donos (como pupilas dilatadas). O seu treinamento, que leva pelo menos um ano, lhes ensina a avisar seus donos. Apesar de estarmos acostumados a ouvir falar de cães que aprendem a ajudar os cegos ou a buscar pessoas feridas, o caso de Oscar é mais curioso. Gatos, diferentemente de cães ou mesmo elefantes, não são associados a um comportamento altruístico ou empático. Cientistas acreditam que cães podem sentir doenças nos outros devido à sua origem evolucionária como os lobos, que precisavam ser capazes de detectar quando algum animal na matilha estava ferido ou doente.

Nós descobrimos algumas explicações racionais para as ações de Oscar e de cães que prevêem convulsões: cheiros sutis, pupilas dilatadas, comportamentos aprendidos. Mas, e quanto a outros comportamentos animais estranhos? Alguns animais podem realmente prever terremotos ou sentir compaixão? Na próxima página, vamos nos aprofundar no mundo da etologia.


segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

10 curiosidades sobre coca – cola

Você certamente já tomou uma Coca-Cola, principalmente naqueles dias muito quentes, chega a dar até água na boca só de pensar, vamos agora saber um pouco mais sobre esse líquido tão ingerido

Ela é a bebida mais consumida no mundo, e possui fama não apenas devido ao seu sabor único, mas também por algumas curiosidades obscuras e duvidosas que muitos afirmam ser verdade, será? Conheça agora 10 coisas que você certamente não sabia sobre a Coca-Cola.

Nos EUA, as patrulhas rodoviárias carregam galões de Coca-Cola no porta malas, para serem usados na remoção de sangue na estrada depois de um acidente.

A Coca-Cola chegou ao Brasil em 1942. Vinha em barris e era engarrafada aqui. O ingrediente ativo na Coca-Cola é o ácido fosfórico. Seu PH é 2.8. Ele dissolve uma unha em cerca de 4 dias. E também rouba cálcio dos ossos sendo assim um contribuinte para o aumento da osteoporose, principalmente nas mulheres.

A cada 10 segundos, mais de 126 mil pessoas tomam algum produto da Coca-Cola. A Coca-Cola Light seria muito perigosa para a saúde, segundo os especialistas. Além de fazer o mal da Coca-Cola, tem ainda o Aspartamente que pode causar Alzheimer e doenças degenerativas.

Até 1915, o refrigerante tinha como um de seus ingredientes uma pequena quantidade de cocaína. O design da famosa garrafa foi criado por Earl Dean em 1915 e começou a ser fabricado no ano seguinte pela Root Glass Company. A embalagem se tornou marca registrada exclusiva da Coca-Cola em 1961.

Papai Noel apareceu na propaganda da Coca-Cola pela primeira vez em 1931, usando na sua roupa as cores da marca do refrigerante, A Coca-Cola possui muitas mensagens subliminares, a mais obscura dela esta no seu logotipo. Pegue o logotipo da Coca-Cola (o mesmo da garrafa), vire ele ao contrário, e leia que esta escrito…´´alo Diabo“

Em 1985, a fórmula da Coca-Cola foi alterada, mudando o sabor da bebida. Durante os testes, o refrigerante foi aprovado, mas quando chegou ao mercado, o consumidor não gostou. E o mesmo produto voltou novamente como Coca-Cola Classic.

sábado, 27 de janeiro de 2018

Homem engolido por cobra



Uma história de escador para ninguém desacreditar,nem todo o mundo acredita em estórias de pescadores .No fundo as estórias são verídicas e a fama de que os pescadores são mentirosos é pelo fato de eles aumentarem em muito suas aventuras.



Aqui no entanto uma estória verídica, sobre uma cobra que engoliu um dentista pescador identificado como sendo José Ronaldo. O fato verídico aconteceu em Mato Grosso, mais precisamente as margens do Rio Araguaia .



Um grupo de quatro pescadores do interior paulista dentre eles o dentista José Ronaldo, se aventurou como faziam já há tempos, a uma pescaria nas águas do famoso rio, em busca de grandes pintados, pirarucus, pirararas, tucunarés e piraíbas.



Mas na verdade acabaram encontrando uma sucuri de 12 metros e meio que pôs fim a sua pescaria. Tão logo chegaram as margens do rio, escolheram uma clareira para montar acampamento e ao entardecer, resolveram tentar descobrir pesqueiros.


Os quatro se separaram ao anoitecer, apenas três retornaram, ao acampamento. Preocupados os três começaram a gritar mato afora, o nome do dentista. Nenhuma resposta e a mata fechada, aliada á falta de luz fez com que voltassem ao acampamento, e esperaram pelo amanhecer.

Os três passaram a noite acordados. Acreditavam que José Ronaldo tinha sido atacado por uma onça ou qualquer outro animal, com os primeiros raios de sol deram continuidade as buscas. Bateram vários quilômetros e somente no final da tarde encontraram a primeira pista para localizar o dentista.Eram pedaços de suas roupas que estavam a margem do rio.

Havia sinais de luta. Logo dois pescadores pensaram que se tratava de um assalto, ou seqüestro e ressurgiram as esperanças de que José Ronaldo ainda estivesse vivo.

O terceiro pescador mais experiente viu o mato amassado e afirmou que aquele rastro era de uma cobra provavelmente uma sucuri e ela deveria de ter mais de dez metros. Com a aproximação da noite os três voltaram ao acampamento, e somente no dia seguinte seguiram o rastro encontrado.

Na tarde do terceiro dia eles avistaram uma grande cobra sucuri deitada dormindo ao lado do rio.Era enorme tinha parte do corpo deformado. Logo eles atingiram a cabeça da cobra,matando-a e em seguida a carregaram até o acampamento, onde a colocaram na carroceria de um caminhão e foram para Barra do Garça.


A cobra foi aberta e o corpo do dentista retirado. A estória não teve que ser aumentada e ao contrário de outras contadas por pescadores não teve um final feliz.

A sucuri é uma cobra que não possui veneno, ela se enrola na vitima , sufoca-a, quebra-lhe todos os seus ossos e a engole deslocando suas mandíbulas .

Doença rara transforma músculos de mulher em ossos

Maria Luiza de Brito, de 34 anos, possui uma doença raríssima que está a transformando em uma estátua viva”. Ela é portadora da FOP, (Fibrodisplasia Ossificante Progressiva), doença genética que desenvolve ossos no lugar dos músculos, ligamentos e tendões. A doença atinge uma em cada dois milhões de pessoas no mundo.

Não é fácil “viver aprisionada nos seus próprios ossos”, diz Maria, que não consegue mais se sentar por causa da doença.

A dona de casa revela que a doença começou a se manifestar depois de tomar uma vacina, quando ela tinha seis anos de idade. Porém, segundo especialistas, portadores da FOP não podem passar por qualquer trauma muscular, como vacinas ou cirurgias.

A doença ainda não tem cura e a tentativa de retirar os ossos “extras” pode intensificar o nascimento de mais ossos no local.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Doença estranha e rara: Síndrome de lobisomem


Quando grandes tufos de pelos começaram a aparecer no rosto de Abys de Jesus, de dois anos de idade, na época os médicos disseram que a garotinha sofria de síndrome de Lobisomem. Essa doença ganhou esse nome pois faz com que as pessoas fiquem com a aparência de um lobisomem, menos os dentes e as garras afiadas.





Doença rara deforma corpo de homem

Sain Mumtaz, o jovem paquistanês de 22 anos, sofre de uma anomalia rara que faz com que os ossos de sua cabeça cresçam de forma anormal. Sain, foi diagnosticado como portador da Síndrome de Proteus, doença que causa crescimento ósseo e de pele excessivos com incidência freqüente de tumores, o que deixou o jovem gravemente desfigurado.


Apesar de sua aparência assustadora, o jovem é bem aceito pela população local de seu bairro na periferia de Lahore, no Paquistão.

A doença o deixou com problemas de saúde e ele tem dificuldades para se locomover. Por causa de sua deformidade simétrica no rosto e crânio, acredita-se que Sain sofre de uma variação única da Síndrome de Proteus – que também afetou “Homem Elefante” Joseph Merrick.

No começo, o paquistanês acreditava que sua terrível condição era uma maldição concedida a ele por um deus vingativo, o que deixava-o apático e deprimido. Mas, os amigos e familiares deram apoio e mantiveram seus ânimos elevados e ele está agora determinado a abraçar a vida.

Eu tenho sido assim desde que nasci. Meu rosto, braços e pernas todos diferem em tamanho e as pessoas assumem que não sou como os outros seres humanos normais”. “Mas eu sou mentalmente apto e entender tudo, eu vivo minha vida como todos os outros, apesar de toda a minha família, incluindo minha mãe, pai, irmãos e irmãs, todos nascerem sem a condição”, diz Sain.

Gentilmente, habitantes locais se referem a ele como seu “amigo gigante” e ​​estão determinados a descobrir a cura para Sain, que por sua vez, espera conhecer a mulher dos seus sonhos.

“As pessoas costumavam fugir de mim. Mas, agora eles me tratam normalmente, se sentam e falam comigo quando saiu de casa. “Eles me chamam de amigo. Um dia eu espero ser curado e encontrar uma mulher que vai me amar”, conta o jovem.

Sua família tem esperança de que Sain está sofrendo de algum outro distúrbio crescimento excessivo e se isso for verdade, então pode haver algum tratamento para ajudá-lo.

Seu pai, Wazir Ali, disse: Queremos descobrir o que está errado com ele, e se algo pode ser feito para melhorar a sua vida no dia-a-dia. Ele tem esperanças para o futuro, um dia ele gostaria de arrumar um emprego e encontrar uma esposa.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Conheça a doença que está apavorando a África

Além da má nutrição, outros fatores predispõem o surgimento desta patologia, como, Higiene oral  inadequada, Saneamento básico ineficiente, Água não potável, Ocorrência recente de outra doença. Distúrbio de imunodeficiência, como, por exemplo, a AIDS, Conheça mais um pouco essa terrivél doença.

Cancrum Oris” ou simplesmente NOMA é encontrado quase que exclusivamente em crianças desnutridas nos países mais pobres do mundo.

Trata-se de uma gangrena viciosa e mortal que corrói a carne ao redor da boca alastrando-se por toda a face, atingindo principalmente crianças de até 6 anos de idade. Estima-se que 70 a 90 % das crianças assoladas por este mal, morrem, porém para aquelas que sobrevivem , resta a trágica situação de passar o resto dos seus dias com desfigurações tão grotescas a ponto de serem rejeitadas por suas sociedades.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que mais de 500 mil crianças são vítimas do NOMA na África. Na maioria dos casos, o NOMA começa com úlceras nas gengivas e é de lá que a doença se espalha. A boca fica dolorida, bochechas e lábios tornam-se sensíveis e inchados, fazendo com que a criança tenha dores insuportáveis e dentro de poucos dias sua face torna-se uma grande área gangrenada.

À medida que a gangrena destrói a carne (às vezes até os ossos) vai se formando uma grande crosta que eventualmente cairá deixando imensos buracos no rosto e deformações bizarras. Nos bebês, geralmente, os lábios ficam tão ou totalmente destruídos, que impedem a criança de se alimentar no seio materno. Consequentemente, estas crianças já subnutridas e doentes, morrem de fome pelo fato de não conseguirem se alimentar de outras formas.

Depois da decomposição facial, 4 entre 5 crianças morrerão se não chegarem a um hospital a tempo. Como se sabe, a maioria das vítimas do NOMA vivem em extrema pobreza e em aldeias remotas, onde o tratamento médico torna-se um serviço quase inacessível. Os poucos sobreviventes levarão uma desfiguração grotesca para o resto de suas vidas. A maioria jamais será capaz de comer ou falar normalmente. O que mais choca nisso tudo, acredite, não são as deformações…

A parte mais chocante desta história é saber que este mal devastador, pode ser prevenido apenas com uma alimentação saudável e higiene bucal. Existem várias fundações de apoio a crianças vítimas do NOMA, com mutirões de cirurgia plástica gratuita, para tentar amenizar o sofrimento desta pessoas.

Sorrir para sempre pode não ser tão bom assim

Já pensou em sorrir sem parar? Você deve estar pensando que isso pode ser muito bom, vai se sentir alegre e de bem com a vida, mas é exatamente esta condição que está tirando o sono de uma família da Inglaterra.


O pequeno inglês Elliot Eland, de 2 anos nasceu com uma raríssima doença, a síndrome de Angelman, que provoca uma desordem cromossômica, dificultando o aprendizado e fazendo o paciente exibir um sorriso constante.

Quando nos sentimos mal, a risada de Elliot nos sustenta. Você só tem que olhar para ele e a alegria dele toma conta de você”, contou sua mãe, Gale.

No fim do dia, quando você tem filhos, você apenas os quer felizes. Elliot está sempre feliz”, acrescentou.

Às vezes eu até penso que não é resultado da síndrome. Ele não tem qualquer preocupação na vida. Por que então não deveria estar feliz?”, perguntou ela.

Síndrome de Angelman é um distúrbio genético-neurológico nomeado em homenagem ao pediatra inglês Dr. Harry Angelman, que foi quem descreveu a síndrome pela primeira vez em 1965.

A rara condição se caracteriza por atraso no desenvolvimento intelectual, dificuldades na fala, distúrbios no sono, convulsões, movimentos desconexos e sorriso frequente.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Menina fantasma que aparece em túnel na Croácia ainda é um mistério


Alegadamente, a bonita menina fica no túnel Ucka, na Croácia, e pede carona. Ela gosta de carros com apenas o motorista dentro. Quando o carro pára, ela entra e se oferece para contar a fortuna da palma da mão do motorista. Quando eles saem do túnel, a menina desaparece misteriosamente.

Tudo começou há 25 anos, quando os primeiros relatos sobre a garota foram observados pela polícia. A história espalhou-se rapidamente, e a polícia começou a ver o caso com maior atenção. Mas somente os motoristas solitários foram capazes de ver a menina.

Algumas pessoas alegaram que era uma menina que fugiu de um hospital psiquiátrico, enquanto outros dizem que é o espírito da mulher que morreu no momento em que o túnel foi construído.

Parte de tumor gigante é removido do rosto de chinês


Apelidado de “Homem-Tumor e Homem-Elefante, o chinês Huang Chuncai, foi submetido a uma cirurgia para a retirada de parte de um tumor que já chegou a pesar 15 quilos e que deforme o seu rosto. A cirurgia, foi realizada dia 25 em Guangzhou (China), foi bem-sucedida, com a retirada de 1,5 quilo de tecido.

Até hoje esse é o caso mais grave registrado de neurofibromatose já feito no mundo.
tumor ainda cobre grande parte da face do chinês de 37 anos, ele ja chegou a ter uma circunferência de 97 centímetros. Huang será submetido a outras duas cirurgias.

Veja uma droga que faz os viciados apodrecerem vivos

Uma droga barata e viciante de fácil obtenção que apodrece a carne deixando os ossos do usuário expostos, transforma as pessoas em um verdadeiro zumbi. A droga russa conhecida como Krokodil é real e apavorante.


Krokodil é um substituto para uma droga cara, a heroína. O princípio ativo do Krokodil, é a “desomorphine” que é vendida em alguns países da Europa (especialmente a Suiça) como substituto da morfina e é conhecida pela farmacologia desde 1932. A desomorphine é de 8 a 10 vezes mais potente do que a morfina. Trata-se de um opiáceo sintético que possui estrutura quase idêntica à da heroína.



A Codeína, um narcótico disseminado pelo mundo inteiro e de fácil acesso pode ser transformado em desomorphine com algumas reações químicas relativamente baratas. Ela então é dissolvida e injetada pelo utilizador. Considerando que a heroína custa 150 dólares cada dose e o Krokodil pode ser obtido por menos de 10 dólares fica fácil entender a razão de sua existência.



O problema não é necessariamente o vício na desomorphine, a substância em si não é tão nociva, tanto que é comercializada em alguns países. O fato é que a reação que transforma codeína em desomorphine pode ser feita numa cozinha, a maioria das apreensões da droga mostrou produtos com excesso de impurezas.



Aos fabricantes de Krokodil muitas vezes faltam materiais, e, portanto, usam gasolina como solvente, utilizam também fósforo vermelho, iodo, e ácido clorídrico como reagentes para sintetizar a desomorphine a partir de comprimidos de codeína. Não há um controle de qualidade e o produto sai diretamente do “fogão para a veia”, causando estragos irreparáveis no corpo dos drogados.